STBNETSTBNET

exegese

Introdução

A exegese é uma análise profunda do texto. É popular, no meio evangélico e nas cadeiras dos seminários, se usar o termo “exegese”; a maioria de nós quando sentados nos bancos das escolas teológicas vemos vários professores usarem este termo e nas aulas de grego e hebraico é onde o mesmo é mais utilizado. Entretanto, é óbvio que a grande maioria dos seminários não ensinam os alunos a fazerem a exegese de um texto do início ao fim, senão superficialmente.

Ouvimos tanto um termo que após um tempo acabamos nos acostumando com ele. A verdade é que para fazer uma verdadeira exegese de um texto, faltam-nos muitas capacitações, algumas que não temos condições de aprender no seminário pelos seguintes motivos: a) os professores falam de exegese, mas nunca nenhum nos mostra como deve ser feita; b) Muitos falam de exegese, mas realmente não sabem como fazer uma; c) a exegese é um campo muito restrito, reservada a especialistas nas áreas de línguas bíblicas e que poucos têm condições de fazê-la.

Todos os itens anteriores são verdadeiros, mas se a exegese constitui a parte mais fundamental da Teologia, pois sem ela não teremos os resultados da Teologia Sistemática, da Teologia do Novo Testamento, da Teologia do Antigo Testamento e de tantas outras matérias teológicas. E se é tão importante por que não aprendemos no seminário e nas matérias acima citadas. Em parte é por causa do tempo ocupado pelo currículo com outras matérias igualmente importantes e em parte porque o seminário visa nos dar diretrizes gerais sobre as várias disciplinas da Teologia e um curso de exegese exigiria um estudo à parte com uma carga horária bem extensa.
Para se ter uma ideia, mesmo em um curso de letras ou linguística é difícil ouvirmos o termo exegese, pois é realmente um termo muito específico e restrito a especialistas em interpretação de textos.

O objetivo do nosso curso é unir dar condições aos alunos de terem uma metodologia exegética que seja aplicável ao seu contexto eclesiástico de modo que possa utilizar dessa metodologia para preparar um sermão expositivo, um ensino expositivo, produzir material acadêmico de qualidade e tudo o que envolver atividade com o texto das Sagradas Escrituras.

Definições e princípios gerais da exegese bíblica

Sabemos que a exegese está vinculada estritamente à hermenêutica e que esta constitui o fundamento daquela. A hermenêutica seria como o Poder Legislativo e a Exegese como o Poder Executivo. A hermenêutica é a lei e a Exegese a aplicação dessas leis na análise de um determinado texto.

Apresentações gerais, definição dos termos e importância da matéria

De acordo com Osborne (2009, p. 69):
exegese é o ato de “extrair” do texto seu significado, em contraste com a eisegese, que é impor ao texto o significado que desejamos que ele tenha. Trata-se de um processo complexo e constitui o coração da teoria hermenêutica, cuja tarefa é primeiro definir o significado pretendido pelo autor (…) para depois aplicá-lo à nossa vida. (…) A exegese propriamente dita pode ser subdividida em seus aspectos linguísticos e cultural. O primeiro se ocupa com o alinhamento de termos e conceitos que, juntos, formam nossas proposições linguísticas. O aspecto cultural se refere aos contextos históricos e sociológicos subjacentes às proposições.

É possível pregar, ensinar, aconselhar sem conhecer as línguas bíblicas, sem nunca ter ouvido falar de hermenêutica e exegese, mas sempre em um nível superficial de compreensão da mensagem do Evangelho e com riscos de incorrer em alguns erros.

A exegese sadia do texto nas línguas originais deve ser o subsídio para muitas atividades pastorais e ministeriais tais como: 

1)
 aconselhamento, como aconselhar alguém se não entendermos a mensagem bíblica e suas exigências?; 
2) 
ensino, como ensinar sem conhecer profundamente o significado dos textos?; 
3) pregação, como pregar corretamente a mensagem do Evangelho sem entender profundamente o que o texto realmente diz?; 
4)
evangelismo, como pregar o Evangelho em um mundo de pluralismo religioso, sem ser capaz de fazer uma análise profunda do texto contra as afirmações distorcidas das várias seitas que também usam a Escritura? E tantas outras aplicações.

A exegese também deve estar ligada à outras matérias teológicas tais como a Teologia do AT e do NT, a Teologias Sistemática e aquelas disciplinas que necessitam hora ou outra das línguas originais da Bíblia como ferramenta de especificação de termos e conceitos.

Prof. Pr. José Ribeiro Neto

 

Voltar »